quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Javi Garcia: "Mostramos no relvado toda a nossa qualidade"

Javi García foi o herói dos benfiquistas, sábado, no derby contra o Sporting, assinando o golo da vitória. Mas também foi muito mais do que isso - para Jorge Jesus o espanhol mereceu, em conjunto com Aimar, a distinção de homem do jogo, provavelmente pela capacidade de unir a equipa quando os leões se lançaram ao ataque da baliza encarnada.

Em conversa com A BOLA, Javi García assinala, justamente, que o espírito de união da equipa foi determinante para as águias prevalecerem sobre o rival.

«Estivemos, como tem acontecido, bastante unidos, concentrados e demonstrámos no relvado toda a qualidade do nosso futebol», afirmou o espanhol de Múrcia, de 24 anos, que aproveitou o contacto de A BOLA para enviar uma mensagem de agradecimento a todos aqueles que têm feito sentir o carinho à equipa, nos últimos jogos e especialmente no encontro com o Sporting: «Uma vez mais quero destacar a importância dos nossos adeptos no derby do passado sábado, tendo o apoio deles sido bastante importante para conquistarmos as nossas vitórias.»

Galatasaray volta à carga por Saviola

O Galatasaray volta a entrar na corrida pela contratação de Javier Saviola. O avançado argentino já no último Verão chegou a ser apontado ao clube turco, que promete agora voltar à carga na reabertura do mercado de transferências, em Janeiro.

O treinador do Gala, o experiente Fatih Terim, vê em Saviola o jogador ideal para reforçar o sector ofensivo da equipa, que conta já com o sueco Elmander e o checo Milan Baros.

De acordo com o jornal Sabah, o clube está então preparado para apresentar nas próximas semanas uma tentadora proposta ao avançado, sabendo que o Benfica estará disponível para deixar sair Saviola a troco de valor acessível, uma vez que o jogador termina contrato no final da presente época (tem direito de opção para renovar).

"Enzo está muito motivado para mostrar o que vale", garante o empresário

Enzo Pérez deu início, há uma semana, a uma nova fase de recuperação da lesão no joelho direito: começou a correr à volta do relvado.

Numa escala de evolução, é um degrau importante e motivador para um jogador cujo dia-a-dia, desde o final de Setembro, era passado entre as quatro paredes do departamento médico e do ginásio do Caixa Futebol Campus, no Seixal.

Anteontem, no Estádio da Luz, no único treino aberto da semana, antes do jogo com o Marítimo, para a Taça de Portugal, o extremo surgiu diante dos adeptos, com uma expressão de quem estava numa boa onda. O empresário de Enzo Pérez confirmou A BOLA: «Enzo está muito motivado para mostrar aos benfiquistas o valor dele.»

Luciano Nicotra tem conversado com o jogador de 25 anos e deu-nos conta do estado de espírito do jogador contratado ao Estudiantes de la Plata por 5,5 milhões de euros: «Disse-me que está a recuperar muito bem do problema que teve. Já passou para uma nova fase e já faltou mais tempo para voltar a jogar.»

Carlos Bianchi: "Gaitán no PSG? Por que não?"

Carlos Bianchi, antigo jogador do PSG, Vélez e do Boca Juniors, viu com bons olhos uma transferência de Nico Gaitán para o 2.º classificado da liga francesa.

"Tem muita técnica e é capaz de fazer a diferença sozinho. Uma transferência para o PSG? Por que não? É bom jogador", avançou, em declarações ao site francês Blogolo, esta quarta-feira.

O treinador argentino, de 62 anos, que treinou, entre outros clubes, At. Madrid, Boca e Roma, questionou a utilização do médio argentino na posição destinada por Jorge Jesus.

"Ele joga do lado direito num sistema de 4-4-2. Mas por que é que joga à direita sendo esquerdino? No Boca, os treinadores punham-no a jogar nas laterais, outras vezes no meio do terreno e às vezes a avançado. É preciso saber onde ele se sente melhor", advertiu.

Fernando Curto: "Houve bombeiros agredidos"

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais, Fernando Curto, lamentou esta quarta-feira que os bombeiros de serviço no jogo frente ao Sporting tenham sido alvo de agressões, após o incêndio provocado pelos adeptos da equipa de Alvalade no Estádio da Luz.

“Lamentamos que os bombeiros não pudessem intervir condignamente, atendendo que as normas de segurança estão devidamente garantidas neste estádio”, afirmou Fernando Curto, após uma reunião com o presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira.
O responsável salientou que “as cadeiras que estão no Estádio da Luz estão sob as normas europeias em relação ao incêndios”, considerando que, por isso, “era importante que fosse feito um relatório ou inquérito para saber quais foram causas do incêndio, de forma a salvaguardar situações futuras”.

Fernando Curto confirmou ainda que os bombeiros foram impossibilidades de exercer o seu trabalho devido à acção de alguns adeptos. “Houve bombeiros agredidos e que tiveram dificuldade em intervir devido à acção de adeptos”, reforçou sobre o incêndio provocado pelos apoiantes do Sporting.

Águia segue Carlos Zambrano

O jornal alemão "Bild" revela esta quarta-feira que o Benfica está a seguir Carlos Zambrano, futebolista internacional peruano que atua no St. Pauli (3.ª classificado da 2.ª Bundesliga), por empréstimo do Schalke 04.

Zambrano, de 22 anos, é defesa central, mas também pode ser utilizado no meio-campo, e está avaliado em 3 milhões de euros.

O contrato com o Schalke 04 termina em junho de 2013, mas o clube alemão não possui a totalidade do passe.

Ainda de acordo com o relato, Inter Milão e Sevilha também estão interessados no futebolista que voltou a treinar sem limitações no final de outubro, após lesão na anca, sofrida antes da Copa América.

Paulo Batista apita Marítimo-Benfica

O árbitro Paulo Batista foi nomeado para dirigir a partida entre o Marítimo-Benfica, a contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal.

O juiz vai ser coadjuvado pelos auxiliares Jorge Cruz e José Braga.

De salientar que o jogo Marítimo-Benfica terá lugar no Funchal, nesta sexta-feira, dia 30 de Novembro, pelas 20h15.

Não há poupanças

Jorge Jesus vai vestir o seu melhor fato na visita ao Marítimo, na próxima sexta-feira, em jogo a contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal.

O técnico benfiquista não pretende fazer poupanças, daí que as alterações no onze são mínimas.

Uma das novidades no onze encarnado prende-se com a titularidade de Eduardo.

Aimar é o próximo

Consumada que está a renovação contratual de Maxi Pereira que, tal como Record anunciou nos últimos dias, falta apenas o mero ato burocrático de assinar, os dirigentes benfiquistas centram atenções no processo de Pablo Aimar, que também termina contrato no final da corrente temporada.

O facto de El Mago estar a pouco mais de um mês de poder assinar livremente por outro emblema é algo que não preocupa os dirigentes benfiquistas.

Nélson Oliveira tem vários pretendentes

Apesar de ter apenas dois encontros oficiais efetuados esta temporada com a camisola encarnada, Nélson Oliveira continua a ter vários clubes interessados nos seus serviços.

O Paços de Ferreira e o V. Guimarães do principal escalão e o Atlético da Liga Orangina são apenas alguns dos emblemas que já entraram em contacto com as águias, tendo a vista um possível empréstimo na reabertura do mercado de transferências, já no próximo mês de janeiro.

Acionistas aprovam relatório de gestão e contas

A SAD do Benfica, reunida no Estádio da Luz, em Lisboa, aprovou por unanimidade o relatório e contas do último exercício (2010/2011), bem como a transferência para resultados acumulados do prejuízo de 7,8 milhões de euros.

Os acionistas da SAD benfiquista também aprovaram um voto de confiança aos órgãos da Administração, bem como os "princípios genéricos" da política de remuneração dos membros dos órgãos de administração e de fiscalização, aqui com uma abstenção.

O administrador Domingos Soares de Oliveira, em declarações à comunicação social, no final dos trabalhos, destacou que as contas se referem a uma época de menor realização no plano desportivo.

"O sucesso desportivo e o aumento das receitas é a única forma de retomar um 'ciclo virtuoso', com os resultados desportivos a gerarem resultados económicos", explicou.

Domingos Soares de Oliveira realçou ainda o facto de o passivo continuar "ao nível do ano anterior", sendo que já estaria reduzido se as operações feitas tivessem sido pagas a pronto.

Questionado sobre o cumprimento do "financial fair play" da UEFA, disse que o Benfica já está a cumprir os requisitos exigidos pela UEFA para os clubes que participem nas competições europeias.

Ao mesmo tempo que espera "aumentar receitas com as negociações de direitos televisivos", Domingos Soares de Oliveira admitiu que o Benfica terá de ser "mais seletivo naquilo que vier a fazer".

Jorge Mendes oferece Sidnei ao Saragoça

O jornal espanhol “El Periódico de Aragón” escreve na edição desta terça-feira que o empresário Jorge Mendes ofereceu Sdinei ao Saragoça.

O central brasileiro foi emprestado pelo Benfica ao Besiktas no início da presente temporada, mas tem tido poucas oportunidades e os encarnados e o representante do jogador procuram uma solução já para janeiro.

O Saragoça procura reforçar a defesa e pode ser uma solução para o futuro de Sidnei, tendo em vista também as boas relações entre as partes – Roberto deixou a Luz este verão rumo a Saragoça.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Capristano: "Não entendo histeria dos sportinguistas"

José Manuel Capristano não compreende a "histeria" em torno da criação da zona de segurança no Estádio da Luz, que começou antes do Benfica-Sporting, e, apesar de admitir que o timing da estreia da estrutura não foi o mais adequado, pede aos presidentes dos dois clubes que se entendam para bem do futebol, depois de ambos terem extremado posições após os incidentes ocorridos.

"Já ouvi os presidentes do Benfica e do Sporting a radicalizarem um pouco as suas posições e quanto mais radicalizarem mais difícil será depois para se aproximarem. Penso que deve imperar o bom senso. Este incidente foi muito desagradável, mas daqui a um mês já ninguém se lembra. É preciso que os clubes se entendam e que se coloque à frente dos interesses pessoais, os interesses do clube e, principalmente, do futebol. Devem ambos fazer um esforço no sentido de se entenderem", começou por dizer o antigo vice-presidente benfiquista em declarações à RTP.

"Isto não passa de um, não direi 'fait-divers', mas de uma situação desagradável... há coisas muito mais importantes no futebol", acrescentou, antes de defender a criação da zona de segurança:

"Repare que há clubes que visitam a luz e que levam 200/300 pessoas que estão à mercê de milhares de adeptos do clube anfitrião. Neste caso, embora o Sporting tenha levado mais de 3 mil pessoas, a verdade é que a maioria é benfiquista e, se não estiverem protegidos, correm riscos desnecessários. Foi por essa única razão que o Benfica fez a caixa de segurança. Penso até que não deverá levar muito tempo a que seja obrigatório os clubes fazerem o mesmo para proteger os adeptos. Não entendo esta histeria, passe a expressão, dos sportinguistas."

"O Benfica tem razão na medida em que aquilo que fez é o que muitos clubes estrangeiros fazem nos seus estádios. Este espaço que se reserva aos visitantes é para os defender dos adeptos dos clubes visitados. Isto acontece na Europa com frequência. Admito que o timing não fosse o mais adequado, aliás o presidente do Benfica já disse que foi uma coincidência. De resto, um espaço deste só pode trazer coisas boas ao futebol, pois as pessoas assim podem ir ao estádios com mais serenidade e segurança", encerrou Capristano.

Capdevila no sorteio do Euro 2012

A convite da UEFA, Joan Capdevila estará presente na cerimónia do sorteio do Euro 2012, que terá lugar nesta Sexta-Feira, dia 2 de Dezembro, em Kiev.

Notícia traduzida por: benfica-desde1904.blogspot.com

Javi Garcia disponível para jogar pela seleção portuguesa

O empresário do médio que milita no Benfica, Manuel Garcia Quillon, admitiu que Javi García estaria disponível para representar a Selecção portuguesa.

«Partindo do princípio de que ele está muito contente no Benfica e em Portugal, tudo seria possível», disse o empresário em declarações prestadas à Antena 1.

Essa possibilidade, no entanto, só seria válida a partir de 2014, quando Javi García completar cinco anos em Portugal, tempo necessário para requerer a dupla-nacionalidade.

O jogador, de 24 anos, é internacional por Espanha desde os sub-17 até aos sub-21, mas nunca representou a selecção principal do seu país, pelo que à luz dos regulamentos poderia eventualmente jogar por Portugal.

Del Bosque: «Estou a vê-los ao pormenor»

As boas temporadas protagonizadas por Javi García e Diego Capel não passam despercebidas no país vizinho. Os dois jogadores têm sido peças fundamentais nas respetivas equipas e o selecionador espanhol, Vicente del Bosque, tem estado atento ao que se passa no nosso campeonato e em especial à evolução do camisola 6 das águias e ao extremo verde e branco.

Em conversa com o nosso jornal, o técnico, que levou a Espanha ao título mundial em 2010, reconheceu que Javi e Capel têm um grande potencial e que uma chamada à Roja é um sonho que podem continuar a manter bem aceso.

“A única coisa que posso dizer é que são dois bons jogadores e estou a vê-los ao pormenor. Como é normal, temos um departamento de observação que nos tem dado informações sobre o que estão a fazer em Portugal. No entanto, este é um processo que se estende aos vários campeonatos, porque estamos atentos a muitos jogadores espanhóis que atuam fora do país”, explicou ao nosso jornal, recusando-se depois de forma amigável, a falar pormenorizadamente, quer no médio de 24 anos, quer no extremo leonino de 23.

Jesus não brinca na Taça

Jorge Jesus não deverá fazer muitas alterações para o jogo de sexta-feira, frente ao Marítimo, no Estádio dos Barreiros, para os oitavos-de-final da Taça de Portugal.

Ao contrário do que aconteceu nos dois encontros anteriores para a prova rainha, frente a Portimonense e Naval, a rotatividade será conceito curto.

O adversário é de respeito (os madeirenses ocupam o quarto lugar da Liga, apenas um ponto atrás do Sporting), jogam em casa, e por isso o técnico de 57 anos só irá fazer alterações circunstanciais.

É na defesa que se esperam as únicas alterações. Ao que tudo indica, Eduardo voltará à baliza. O internacional português, de 29 anos, emprestado pelo Génova, foi titular em Portimão e na Figueira da Foz, e é praticamente certo que será ele o dono do lugar até ao derradeiro encontro da equipa na Taça de Portugal.

Capdevila também tem hipóteses de voltar à equipa, embora no caso do internacional espanhol sobrem mais dúvidas, uma vez que não é a primeira opção para Jesus para o lugar de lateral-esquerdo e o treinador pretende a equipa praticamente na máxima força, frente à formação treinada por Pedro Martins.

Lateral esquerdo é prioridade

O Benfica dá total prioridade à contratação de um lateral-esquerdo, por ocasião da reabertura do mercado em janeiro. Essa é a principal lacuna detetada no plantel dos encarnados, e esse é o espaço que a SAD liderada por Luís Filipe Vieira se encontra empenhada em preencher antes da etapa decisiva da temporada.

A construção do plantel das águias obedeceu à lógica de dois jogadores por posto específico. A verdade é que, por razões diferentes, nenhuma das alternativas idealizadas pelos responsáveis encarnados, Capdevila e Emerson, se conseguiu impor claramente no lado esquerdo do sector defensivo. Uma coisa é certa: a operação de reforço do posto específico não pode significar um avultado investimento financeiro, dado que os cofres da Luz não vivem um momento particularmente pujante.

Prejuízos vão ser determinados pelo LNEC

O Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) será a entidade externa que vai determinar o prejuízo pelos estragos provocados pelos adeptos do Sporting, sábado, na bancada norte do Estádio da Luz, após o derby.

Este é o procedimento habitual nestes casos, mas sê-lo-á ainda mais porque, devido às divergências entre águias e leões, a necessidade de uma entidade independente é fundamental para aferir a dimensão dos danos e a indemnização que os leões terão de pagar ao rival da Segunda Circular.

Durante o dia de ontem foi feita uma peritagem à caixa de segurança onde foram colocados os adeptos leoninos, durante o jogo. Estiveram presentes elementos ligados ao Benfica, uma delegação do Sporting (através do director de instalações, Estrela da Cunha, acompanhado de engenheiros e membros do departamento jurídico do clube), membros da Liga de Clubes, Polícia de Segurança Pública (PSP) e Bombeiros.

Ao que A BOLA apurou, não houve acordo entre os dois clubes acerca dos estragos. Quer no número de cadeiras que terão de ser substituídas (os encarnados falam em 800, entre ardidas e partidas, o que não acolheu concordância no Sporting, e por isso hoje deverá haver nova recontagem) mas também no eventual impacto na estrutura (cobertura, bancadas, pilares e tubagens).

O LNEC irá entrar em campo e será o laboratório que fará o relatório final. Até lá, é possível que a zona afectada seja interdita ao público.

Cinco uruguaios a caminho dos juniores

Vão chegar ao Benfica nos próximos dias cinco jogadores uruguaios para integrar a equipa de juniores. O director-desportivo do Peñarol, Osvaldo Gimenez, confirmou a negociação.

O avançado Juan San Marino, o extremo Elbio Alvarez e o médio Jim Morrison são provenientes do Peñarol, o lateral-esquerdo Gianni Rodriguez do Danúbio e o defesa-central Gáston Silva do Defensor Sporting.

«São três jogadores com um projecto de futuro muito bom. Estiveram um bom desempenho no Mundial de Sub-17 pelo Uruguai e mostraram que têm muita qualidade», disse Osvaldo Gimenez, em declarações à Renascença.

A vinda destes jogadores insere-se, ao que tudo indica, nas negociações com o empresário Paco Casal tendo em vista a renovação de contrato com Maxi Pereira.

Águias desvalorizam denúncia de Godinho Lopes

A revelação por parte de Godinho Lopes de supostos incidentes junto aos balneários no final do derby do passado sábado foi recebida sem surpresa no clube da Luz.

O director de comunicação do clube, João Gabriel, convida mesmo o clube de Alvalade a tornar pública a suposta gravação feita sobre os incidentes.

«Não temos qualquer problema em que divulguem a referida gravação. Até seria benéfico, por isso o nosso apelo é para que a divulguem», afirmou João Gabriel, em reacção à denúncia feita poucas horas antes pelo presidente do Sporting.

Barcelona observou Gaitán no dérbi lisboeta

O Benfica-Sporting do último sábado recebeu olheiros de vários clubes europeus, entre os quais o Barcelona. Os catalães estiveram em Lisboa para acompanhar com especial atenção os passos de Nicolás Gaitán, argentino dos encarnados.

Segundo avança o "Sport", a equipa de Pep Guardiola está bastante atenta às performances de Nico, jogador que atrai também o interesse particular do Manchester United.

Com contrato até 2016 e uma cláusula de 45 milhões de euros, o argentino das águias é neste momento um dos mais apetecíveis alvos do mercado europeu. Além das suas exibições, Gaitán é também o melhor assistente na fase de grupos da "Champions".

Recorde-se que, na terça-feira, após o Man. United-Benfica, o 20 encarnado desvalorizou o interesse dos "tubarões" europeus, garantindo sentir-se feliz em Lisboa.

Godinho Lopes: "Sporting não se revê em actos de vandalismo"

O presidente do Sporting garante que o clube de Alvalade vai ajudar a encontrar os responsáveis pelo incêndio nas bancadas da Luz mas voltou a mostrar-se indignado pela forma como os adeptos leoninos foram recebidos no derby. Questão dos bilhetes é ‘fait-divers’.

«O Sporting não se revê em actos de vandalismo e somos contra tudo o que se passou no final do jogo. O incêndio provocado, não sabemos por quem, na zona onde estavam adeptos do Sporting, não tem nada a ver com o desporto e lamentamos o sucedido. Estamos a falar de um processo-crime e o Sporting vai colaborar porque queremos apurar a verdade e ir até ao fim para perceberem que não nos revemos nesses actos», disse Godinho Lopes, recusando falar num corte de relações entre Sporting e Benfica mas vincando que as relações entre ambas as direcções «ficaram naturalmente afectadas».

«Já li o comunicado do Benfica para tentar desmontar o que nós fizemos, não vou rebater. Além dos grupos organizados de apoio, que estão totalmente legalizados e identificados pelo clube, estavam também presentes muitas famílias sportinguistas que assistiram à forma incorrecta como o Benfica tratou os adeptos. Estamos indignados», atirou.

Questão dos bilhetes é faits-divers

Confrontado sobre o número de bilhetes devolvidos pelo Sporting ao Benfica, Godinho Lopes foi taxativo: «O vice-presidente disse de maneira clara que o Sporting devolveu 12 bilhetes que nos tinham sido dados para a tribuna e um convite para um camarote. Se foram, ou não, devolvidos 46 bilhetes de 50 euros, isso são fait-divers que não contam para o processo. O que é importante é que houve comportamento digno das três equipas no relvado e comportamento indigno fora do relvado. É contra isso que nos insurgimos.»

Godinho Lopes falou aos jornalistas durante o lançamento do livro do sportinguista Manuel Pinto Coelho, intitulado “Dedo na ferida”, onde se fez acompanhar por Paulo Pereira Cristóvão.

Godinho Lopes fala em «incidentes graves» junto aos balneários

O presidente do Sporting revelou que o clube de Alvalade vai fazer uma exposição à Liga por incidentes registados junto aos balneários no final do derby da Luz.

«A seguir ao jogo houve incidentes muito graves em frente aos balneários. O Sporting está a fazer essa análise interna e vai fazer uma participação à Liga que envolve o presidente do Benfica. Temos a gravação de tudo o que se passou, gostaríamos que houvesse as filmagens», referiu Godinho Lopes, sublinhando que não está em causa a relação entre os dois clubes mas sim entre as direcções.

«Não está em causa a relação entre duas instituições centenárias. Está em causa, e claramente afectada, a relação com a direcção do Benfica, porque o que se passou foi muito grave», atirou.

Sobre se se revia nas declarações de Paulo Pereira Cristóvão, que considerou «pré-históricas» as condições como o Sporting foi recebido na Luz, Godinho Lopes atirou: «O Sporting emitiu ontem um comunicado assinado por mim. O clube esteve representado na Luz pelo Paulo Pereira Cristóvão, que é o vice-presidente.»

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Águias negam acusações leoninas

O Benfica emitiu esta segunda-feira um comunicado onde se defende das acusações feitas pelo Sporting, ainda a propósito da polémica que envolveu o dérbi lisboeta.

O clube da Luz dá a sua versão dos acontecimentos e revela ainda o mail com a formalização da devolução dos 46 bilhetes efectuada pelo Sporting.

Leia o comunicado na íntegra:

"A boa e a má informação

Comunicado do Sporting Clube de Portugal:

“O Sporting Clube de Portugal lamenta as condições proporcionadas aos seus adeptos no Estádio da Luz.

Desde o início que o Benfica tinha conhecimento, face ao número de bilhetes vendidos, da quantidade de adeptos que iam estar presentes no Estádio. Colocar cinco pontos de acesso para a revista de todos os adeptos revela, uma vontade expressa de provocar uma entrada tardia, gerando tensões completamente evitáveis”.

Os factos:

No controlo de bilhética e revista de segurança o número de ARD’s foi igual ao que sempre tem sido utilizados, em anos anteriores, nos chamados jogos grandes ou denominados de alto risco, 23.

- 1 supervisor + 2 agentes especializados + 5 ARD’s femininos + 15 ARD’s masculinos, num total de 23 ARD’s.

- 5 pontos de segurança para controlo de bilhética, com 3 ARD’s masculinos e 1 feminino em cada um deles a passar revista.

No dia do jogo, a “caixa” de adeptos do Sporting CP chegou ao estádio pelas 18H50 (ou seja com 35 minutos de atraso, já que eram esperados às 18H15. Se tal tivesse acontecido todos os adeptos teriam entrado antes do início do jogo.

Os últimos adeptos do Sporting CP a entrar fizeram-no cerca das 20H45 (30 minutos do jogo decorrido). O tempo total de revista aos adeptos visitantes foi de 1h55m.

Na reunião de segurança, realizada 3 dias antes do jogo e com todas as entidades envolvidas, consta o pedido do SL Benfica no sentido de que os adeptos do Sporting CP chegassem ao estádio até à abertura de portas e nunca depois, precisamente para evitar este tipo de reclamações.

“Paralelamente, as condições dispensadas aos adeptos que pagaram o seu bilhete são no mínimo lamentáveis, quer pela falta de acesso de alguns sectores a unidades sanitárias, quer a bares, não sendo possível, sequer, comprar uma garrafa de água”.

As casas de banho e bares na zona da equipa visitante estão dentro do que está regulamentado pela UEFA e estiveram sempre disponíveis. “Foi claro, para quem esteve junto dos adeptos, que a rede colocada prejudica claramente a visão”.

Se assim fosse, mas não é, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional não teria aprovado a referida estrutura. Afirmar isto é chamar incompetentes aos profissionais da Liga.

“Para além disto, constatou-se uma sobrelotação do espaço disponibilizado aos adeptos do Sporting, indiciando assim que o número de lugares disponíveis era bastante inferior ao dos bilhetes vendidos para aqueles mesmos sectores”.

1. Segundo os regulamentos, o Sport Lisboa e Benfica é obrigado a ceder a equipa visitante 5% da lotação do estádio, o que corresponde a 3250 bilhetes.

2. O nº total de lugares da bancada disponibilizado foi de 3425 (mais 175 do que o exigido) dado que o Sporting CP repetidamente solicitou mais bilhetes, resolvemos ceder o máximo possível em condições de segurança.

3. No entanto, como bolsa de segurança, não foram emitidos nem utilizados os 536 lugares correspondentes às 6 fiadas inferiores destes 7 sectores, pois servem para garantir a actuação de ARD's e agentes da PSP.

4. Além destes 536 lugares, foram também retirados de venda as 3 fiadas laterais de cada lado da bancada visitante: 117 lugares do Sector 35 e 75 do Sector 27, no total de 192 lugares.

5. Isto é, tirámos de venda, por motivos de segurança dos adeptos visitantes, um total de 728 lugares.

É lamentável, pelas razões referidas, que um Clube como o Sport Lisboa e Benfica, receba a equipa visitante deste modo inqualificável. O espectáculo deve registar-se dentro de campo e não em atitudes exteriores, que pouco dignificam o futebol.

O Sporting Clube de Portugal reitera que, face às condições encontradas, a decisão da Direcção de se juntar aos adeptos, e de sentir directamente as condições que lhes eram facultadas, foi a mais acertada, e as palavras proferidas pelo vice-presidente Paulo Pereira Cristovão expressam bem a nossa indignação”.

No dia 17 de Novembro, o Engº Carlos Miguel, director de segurança do Sporting Clube de Portugal, a convite do Sport Lisboa e Benfica, visitou a “caixa” de segurança e as condições existentes no local, não tendo colocado nem durante a visita, nem após a mesma, qualquer reserva em relação a tudo quanto atempadamente visitou.

No dia 26 de Novembro (dia do jogo) o senhor Eurico Gomes (Secretário Técnico do SCP) visitou a bancada 2h30 antes do inicio do jogo, acompanhado pelo Director de Segurança do SLB, pelo Delegado da Liga e respectivo Supervisor (Sr. Manuel Aranha). Não teceu qualquer comentário crítico quanto às condições apresentadas.

“O Sporting Clube de Portugal tem rosto, o seu vice-presidente este sábado representou-o, e não se esconde atrás de declarações de funcionários da comunicação”.

Uma verdade: João Gabriel é funcionário do Sport Lisboa e Benfica, mas sendo funcionário tem toda a legitimidade para falar em nome do Clube. Aqui ninguém se esconde atrás de ninguém, simplesmente há uma estrutura e ela funciona.

“Por outro lado, a Direcção do Sporting Clube não se revê nos danos causados após o jogo e igualmente condena o facto de, ainda nesta mesma noite, ter sido atirado um “very-light” para a cobertura do seu estádio”.

“Não se revê” é diferente de condenar. Não se ouviu da parte do vice-presidente do SCP, presente no Estádio da Luz, nenhum tipo de condenação em relação aos actos praticados por um grupo de marginais e que resultaram nas agressões verificadas a bombeiros e nos vários incêndios que foram ateados. Nem sequer, na fase mais crítica, um mero apelo apaziguador.

Aliás, ficou claro para todos que não se tendo verificado nenhum incidente antes e durante o jogo, as acções violentas apenas acontecem depois da declaração feita, e transmitida em directo pelos vários meios de comunicação social, do senhor Paulo Pereira Cristovão.

Por fim, comparar os danos causados no nosso Estádio, com um eventual lançamento de um ‘very-light’ para a cobertura do Estádio de Alvalade só pode ser uma alusão de mau gosto.

O Sport Lisboa e Benfica não confunde a Instituição e a massa associativa do Sporting Clube de Portugal com os marginais que levaram por diante as acções que são conhecidas e cujas graves consequências ainda estão por apurar.

Em anexo segue mail com a formalização da devolução dos 46 bilhetes efectuada pelo Sporting Clube de Portugal e que o seu “rosto” desconhecia."

PJ investiga incêndio na Luz

Fonte da Polícia Judiciária adiantou ao "Público" que está a investigar as circunstâncias do incêndio na bancada norte do Estádio da Luz, local onde estavam os adeptos do Sporting.

A PJ "vai usar as imagens de videovigilância do recinto para tentar identificar os autores do fogo".

"Nenhuma das cinco detenções e 24 identificações no final do jogo estiveram relacionadas com o fogo", escreve o "Público".

Os estragos são visíveis até na parte exterior do estádio, que ficou chamuscada depois do incêndio que obrigou os bombeiros a entrarem em ação. O incidente aconteceu minutos depois do apito final de João Capela e levou os responsáveis benfiquistas ao relvado.

Luís Filipe Vieira assistiu ao sucedido ao lado de Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD, António Carraça, diretor do futebol, João Gabriel, diretor de comunicação, e Rui Pereira, responsável pela segurança do emblema da Luz. E, na altura, o líder encarnado prometeu enviar a conta para Alvalade.

Mário Dias: "Foi como se estivesse a ver a minha a arder"

Mário Dias, antigo vice-presidente para o património do Benfica, homem-forte do clube na construção do Estádio da Luz, aconselhou que se faça uma peritagem à zona onde aconteceu o incêndio após o Benfica-Sporting, incidente que o deixou muito abalado.

"Fiquei muito chocado. Foi como se estivesse a ver a minha casa a arder. Aquele estádio tem um pouco de mim e de todos sócios e adeptos do Benfica", começou por dizer Mário Dias em declarações à Rádio Renascença, frisando: "E estou convencido que os sportinguistas também não gostaram de ver."

"O betão poderá sofrer alguns danos com calor intenso e localizado. Não digo que tenha acontecido, mas terá de ser visto. Na minha opinião, para tranquilizar toda a gente, devia de ser feita uma peritagem para concluir se há ou não há danos. Além disso, o calor também pode ter afetado a cobertura. É uma questão de prevenção, não é por se tratar do Sporting, pois isso acontece um pouco com todos os clubes", encerrou.

Luís Filipe Vieira: "Vamos rever a posição com o Sporting"

O presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, foi recebido esta segunda-feira pelo presidente da República de Moçambique, Armando Guebuza, no Hotel Tivoli. No final, o líder do Clube falou do motivo da visita, bem como dos incidentes registados no fim da partida do passado sábado frente ao Sporting.

Luís Filipe Vieira começou por revelar que o Benfica pretende implementar-se de forma mais evidente em Moçambique, havendo várias ideias em curso. “O Benfica tem uma mancha de adeptos e alguns sócios em Moçambique e, como sabem, pretendemos cimentar essa relação através de uma academia que queremos instalar em Maputo. Estamos a desenvolver também uma parceria local, mas não podemos adiantar muito mais do que isso. Queremos valorizar cada vez mais a nossa marca e essa valorização passa por Moçambique”, anunciou.

O presidente revelou também a possibilidade de o Benfica jogar em Moçambique: “Tudo leva a crer que o Benfica estará no próximo ano em Moçambique, concretamente na cidade de Maputo.”

Os incidentes provocados pelos adeptos do Sporting na partida do último sábado foram também abordados por Luís Filipe Vieira. “Sempre entendi que no futebol não pode valer tudo e acho que já dei provas mais do que suficientes qual é a postura e os valores que o Benfica defende no futebol”, começou por afirmar.

O presidente “encarnado” repudiou o que aconteceu, considerando que um dirigente do Sporting incitou à violência. “Temos de condenar veemente o que alguns marginais fizeram naquele sector, destruindo-o completamente. Foi premeditado, o que é bastante grave”, afirmou, acrescentando: “Ficou provado que adeptos destes no futebol não merecem qualquer protecção e não faz sentido nenhum as declarações que ouvi de um determinado dirigente, a incitar à violência. Contrariamente ao que disse esse dirigente, aquele sector tem cerca de 3.000 lugares e o Sporting levou 2.400 bilhetes, ou seja, havia bilhetes para todos estarem sentados e as fotografias mostram bem que houve lugares que ficaram vazios.”

Por fim, Luís Filipe Vieira admitiu que a relação com o rival pode vir a mudar. “Não confundo a massa associativa do Sporting com este grupo de pessoas. Custa-me a crer que o presidente do Sporting se reveja nas palavras de um seu dirigente, isso talvez seja o mais grave de tudo o que se está a passar. Ver um presidente de um clube da grandeza do Sporting rever-se nas declarações daquele dirigente, é muito mal para o futebol. Se for assim, o Sport Lisboa e Benfica vai rever a sua posição em termos de futuro com o Sporting”, finalizou.

Eriksson: "Benfica está num momento muito bom"

O antigo treinador do Sport Lisboa e Benfica, Sven Goran Eriksson, esteve no Estádo da Luz a assistir ao dérbi do passado sábado e, em declarações proferidas à Benfica TV, analisou o actual momento da equipa comandada por Jorge Jesus.

“O Benfica está num momento muito bom, fizeram dois grandes jogos ante o Manchester United e têm grandes possibilidades de terminar a fase de grupos no primeiro lugar da classificação”, destacou.

Águias insistem em Maxwell

De acordo com notícias na comunicação social espanhola, o Benfica estará a insistir no sentido de garantir a transferência de Maxwell, lateral-esquerdo do Barcelona.

Os relatos sublinham que Pep Guardiola, técnico dos catalães, não quer perder o brasileiro de 30 anos na reabertura de mercado, em janeiro de 2012, mas pouco poderá fazer no final da temporada se os encarnados apresentarem uma proposta a rondar os 4 milhões de euros.

Maxwell foi contratado ao Inter Milão em julho de 2009 por 4,5 milhões de euros e assinou um contrato válido por 5 temporadas.

Maxi renova

Ponto final numa novela que já durava há meses e que tanta apreensão chegou a causar no reino encarnado. Maxi Pereira acertou, finalmente, a renovação para as próximas três temporadas. O jogador há já algum tempo que tinha chegado a acordo com o emblema da Luz, mas só agora viu confirmada a sua continuidade, depois de ter sido acertada a negociação entre Paco Casal e as águias, em relação à contratação de cinco jovens uruguaios, que viram o dérbi na Luz.

Além da renovação, as águias adquiriram também os restantes 30 por cento do passe do jogador que ainda não detinham, pagando por isso 3 milhões de euros. Aliás, esta era uma condição imposta pelo empresário do uruguaio, Paco Casal, para que a renovação chegasse a bom porto. Lembre-se que os encarnados apenas detinham 70% do passe, comprado ao Defensor Sporting em 2007, na altura em que Maxi, de 27 anos, chegou à capital portuguesa.


ALELUIA!!!

A papel químico

Já passavam dois minutos dos noventa quando Rodrigo se isolou, após um passe de Nolito, e caminhou alguns metros até à baliza do Sporting, mas Rui Patrício acabou por defender o toque subtil do avançado. Uma diagonal que começa a ser uma imagem de marca.

A jogada não terminou em golo, como ansiavam os adeptos encarnados, mas serviu para observar o movimento característico do hispano-brasileiro, que, aliás, já se tem repetindo desde há alguns jogos. Conhecido por emprestar uma grande mobilidade à frente atacante, Rodrigo Moreno Machado, de 20 anos, faz muitas vezes esta diagonal, partindo do centro para a esquerda, de forma a aplicar o seu forte pontapé.

domingo, 27 de novembro de 2011

Ministro lamente incidentes no clássico

O ministro da Administração Interna lamentou este domingo os incidentes registados no sábado no Benfica-Sporting, que os leões perderam (1-0), disputado no estádio da Luz.

A PSP efetuou três detenções e identificou 24 pessoas no âmbito da operação policial para o jogo no final do qual deflagrou um incêndio nas bancadas do estádio que foi dado como extinto cerca das 23h20.

Hoje, em Almeida, à margem da inauguração do novo quartel dos bombeiros locais, o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, disse aos jornalistas que "é triste e lamentável" que ocorram situações desta natureza nos recintos desportivos.

"ɐ triste e lamentável que assim aconteça, temos trabalhado todos, forças de segurança, Liga de Clubes, os próprios clubes, no sentido de aprimorar as condições de segurança", disse.

No entanto, Miguel Macedo referiu que a segurança nos estádios de futebol também depende "do comportamento de cada um".

"Infelizmente, há pessoas que ainda não sabem comportar-se no quadro de um espetáculo tão bonito quanto é o futebol", declarou.

Em relação à atuação das forças de segurança durante o jogo, o governante considerou que "as coisas não correram mal", não fazendo mais comentários por desconhecer "todos os contornos da situação".

Maxi próximo de renovar

Maxi Pereira está muito perto de assinar o novo contrato que o ligará aos encarnados até 2015. O atual vínculo expira no final da temporada, mas o acordo para prolongar o vínculo por mais três anos, num negócio que envolve o pagamento de 3 milhões de euros pela compra dos 30 por cento do passe que estão na posse de Paco Casal, agente do lateral.

O empresário esteve ontem na Luz, assistindo ao dérbi, e no final conversou com Maxi Pereira. Casal esteve acompanhado dos cinco internacionais jovens uruguaios que foram apontados ao Benfica: Juan Martín, Elbio Álvarez e Jim Morrison (Peñarol), Gianni Rodríguez (Danubio) e Gáston Silva (Defensor Sporting).

Caixa não deu problemas

A célebre caixa de segurança que tanta tinta fez correr durante a semana acabou por nem sequer fazer notar durante os 90 minutos. Os adeptos do Sporting ocuparam o perímetro da caixa de segurança e viram o encontro completamente tranquilos, sem que tivesse ocorrido algum problema.

E durante o encontro não houve qualquer incidente entre os simpatizantes das duas equipas. Os adeptos leoninos só se podem queixar dos muitos lasers que lhes foram apontados durante todo o jogo. Note-se que até chegar às bancadas os adeptos verde e brancos tiveram de passar em quatro perímetros de segurança à entrada do Estádio da Luz.

Esta segunda, dia 28: Treino à porta aberto no Estádio da Luz

A equipa de futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica vai cumprir esta segunda-feira, dia 28 de Novembro, um treino no Estádio da Luz. O apronto vai ser à porta aberta, por isso, não falte!

Na sessão de trabalho, cujo início está marcado para as 17 horas, a formação orientada por Jorge Jesus vai começar a preparar o desafio da Taça de Portugal.

Recorde-se que o Benfica vai defrontar o Marítimo nesta sexta-feira, dia 2 de Dezembro, na Madeira. A partida dos oitavos-de-final da Taça tem início marcado para as 20h15.

Mensagem do Presidente: Obrigada a todos pela entrega e pelo exemplo!

Tinha pedido na sexta-feira, em Portalegre, para repetir Manchester, desta vez no nosso estádio. Um desejo concretizado e que devo, uma vez mais, agradecer.

Todos aqueles que estiveram, ontem, na Luz têm uma grande responsabilidade no sucesso da equipa. Mais uma vez foram de uma entrega e de uma dedicação inexcedíveis. Para os bons e maus momentos, os sócios são a razão de ser deste Clube. Ontem, isso ficou, mais uma vez, bem demonstrado.

Quanto ao resto, vamos ignorar e passar ao lado de quem pouco se importa com as consequências das suas irresponsáveis palavras e actos. Nós vamos continuar, como até aqui, a preocuparmo-nos apenas connosco, com aquilo que devemos fazer a cada dia sem olhar para o lado.

O jogo de ontem já passou, agora temos de começar a preparar os próximos jogos, na certeza de que ainda temos um longo caminho a percorrer e de que ainda não ganhámos nada. Se formos sérios teremos sucesso, se pensarmos só em nós estaremos mais próximos de atingir as nossas metas.

Obrigado a todos pela vossa entrega e pelo vosso exemplo!

Luís Filipe Vieira

“Parabens benquistas! Somos os campeões da honestidade!”

Jesus passa Eriksson

Jorge Jesus estabeleceu ontem um registo histórico ao comando do Benfica ao conseguir cumprir 22 jogos seguidos sem qualquer derrota desde o início da época, ultrapassando o máximo anterior, conseguido pelo histórico Sven-Goran Eriksson na temporada de 1982/83, que fizera 21 jogos sem perder.

Vieira prometeu enviar a conta para Alvalade

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, fez questão de descer ao relvado para assistir bem de perto ao incêndio provocado pelos adeptos leoninos e prometeu enviar a conta do prejuízo diretamente para Alvalade.

Jardel: "Soubemos suportar a pressão do Sporting"

Jardel fou a novidade no onze de Jorge Jesus do encontro diante do Sporting. No final do dérbi, o central mostrou-se satisfeito.

"Preparei-me bem durante a semana, o treinador falou comigo e deu-me bastante confiança. Ajudei a equipa a conquistar a vitória. Se foi dura? Sem dúvida, ainda para mais num dérbi, que é um jogo difícil e de coração. Soubemos suportar a pressão do Sporting e conseguimos os três pontos", afirmou Jardel.

"Sabemos que temos de ir passo a passo para chegar ao nosso objetivo que é o título. Estamos a fazer o nosso trabalho, jogo a jogo, conquistar vitória e chegar à frente na competição. Sempre que treinador precisar de mim vou estar à disposição para ajudar. Tinha uma enorme responsabilidade de assumir a posição do Luisão, capitão de equipa e há mais de oito anos aqui no Benfica. ele também falou comigo, passou-me tranquilidade e confiança e desejou-me bom jogo", prosseguiu o brasileiro.

"O Marítimo vai ser mais um jogo difícil, agora temos de descansar, colocar os pés no chão. Será complicado, ainda para mais em casa deles", concluiu.

Encarnados são a única equipa invicta na Europa


Noite de glória para o Benfica pela vitória no dérbi com o Sporting, mas também porque os encarnados são, a partir deste sábado, a única equipa europeia imbatível na temporada 2011/12 entre todas as que estão, ou estiveram, na presente edição das taças europeias.

São já 22 encontros consecutivos sem conhecer o sabor da derrota para os pupilos de Jorge Jesus.

O último sobrevivente no conjunto de equipas sem desaires era o Barcelona, mas os catalães acabaram por ser derrotados esta noite, na deslocação ao reduto do Getafe, por 1-0.

Jesus: "Jogadores estão de parabéns"

orge Jesus elogiou bastante a exibição dos seus pupilos, admitindo que o Sporting dificultou bastante a tarefa da equipa encarnada.

"Foi um jogo intenso, muito forte no aspeto tático. O Sporting dificultou muito a nossa missão na primeira parte, mas nós também dificultámos a deles", começou por referir, em declarações à SportTv.

"Foi um jogo muito disputado, mas fizemos a diferença na bola parada. Um lance deu em golo e outro acabou por ir à barra [canto de Gaitán]. Soubemos jogar aí e fomos mais fortes. Na segunda parte, quando pensava que ia ser mais fácil, o Cardozo foi expulso"

"O Benfica ainda tinha sequelas do esforço do jogo de Manchester. Tivemos dificuldades em construir, porque tive de tirar o construtor de jogo. O Aimar estava a ser até o melhor em campo...", admitiu.

"Os meus jogadores estão de parabéns, souberam sofrer, ainda para mais depois do jogo de Manchester. Gostei muito da resposta, mas o Benfica não defende assim. Não sofremos, estamos satisfeitos por isso, mas temos de saber defender com poucos", advertiu o técnico das águias.

Para o final, seguindo aquilo que Javi García disse, JJ agradeceu ao público: "Quero agradecer aos adeptos. Foram espetaculares".

Expulsão de Cardozo. "Não compreendi, porque ainda não falei com ele. Não sei se foi uma situação verbal. Não consigo analisar assim, mas o árbitro foi rigoroso. Nós últimos jogos o Sporting joga sempre com mais um jogador e hoje voltou a acontecer.

Adeptos do Sporting provocam incêndio

No final da partida referente à 11.ª jornada que colocou frente-a-frente o Sport Lisboa e Benfica e o Sporting, os adeptos dos “verde-e-brancos” provocaram um incêndio no sector onde estavam instalados.

Os bombeiros deram rápida resposta ao sucedido, mas o rescaldo deste lamentável incidente é o estrago de várias dezenas de cadeiras.

João Gabriel: "Vamos continuar a dar resposta em campo"

O director de comunicação do Sport Lisboa e Benfica, João Gabriel, teceu este sábado duras críticas às declarações proferidas por um dos vice-presidentes do Sporting relativamente ao número de bilhetes devolvidos para o jogo da 11.ª jornada da Liga.

“Perante a intervenção, essa sim pré-histórica do vice-presidente do Sporting, quero saber se o presidente do Sporting assina por baixo essas declarações”, afirmou João Gabriel, numa reacção à afirmação de Paulo Pereira Cristovão de que os adeptos do Sporting assistiram ao jogo “em condições pré-históricas”.

Na sua intervenção, o director de comunicação esclareceu ainda sobre o número de bilhetes devolvidos por parte do Sporting. “Foi claro durante a transmissão televisiva que houve lugares vazios na zona reservada à equipa visitante. Foi uma estrutura que teve o licenciamento da Liga, dos bombeiros e da PSP É uma estrutura de última geração da Europa, não houve fosso e ninguém caiu ao fosso. Em relação aos bilhetes dizer que ou vice-presidente está mal informado ou alguém lhe transmitiu mal a informação. Foram devolvidos 46 bilhetes e bastava terem devolvido um para denunciar a atitude demagógica que assumiram durante três semanas”, afirmou.

João Gabriel lançou mesmo um desafio: “Queremos 40 mil bilhetes para Alvalade e pagamos por antecipado. Não devolvemos nem um.”
Por fim, o director de comunicação deixou uma promessa. “Vamos continuar a dar resposta em campo, como hoje, é essa a nossa atitude e essa a nossa diferença. É assim que queremos seguir, sem responder a provocações de baixo nível”, afirmou.

Javi Garcia: "O apoio dos adeptos foi fundamental"

O médio espanhol do Benfica, Javi García, destacou este sábado o papel dos adeptos “encarnados” na vitória deste sábado no Estádio da Luz.

“Os últimos minutos foram de grande sofrimentos, mas o apoio dos adeptos foi fundamental”, elogiou o autor o golo da vitória sobre o rival.

“Sabíamos que não ia ser fácil. O Sporting está a fazer uma grande temporada, mas o Benfica está preparado para tudo”, acrescentou Javi García sobre a partida.

Destaques individuais

Javi García – Só o facto de o médio espanhol ter inaugurado o marcador na Luz para o Benfica merece o destaque. Apareceu que nem uma flecha na área e, de cabeça, fez o 1-0. A defender está intratável, cortando todos os caminhos de Schaars e Elias.

Aimar – O “10” benfiquista demorou a pegar no jogo, mas quando o fez este ganhou uma magia diferente do que tinha tido até então. Tem feito a cabeça em água a Carriço que não consegue atinar com as movimentações do argentino.
Maxi Pereira – O uruguaio foi um voluntarioso e não se escondeu perante Capel (suposto melhor jogador dos “leoninos”, mas que apareceu a espaços) e ainda participou, e muito, nos lances de ataque pelo seu corredor.

Garay – O central argentino sofreu um toque no início da partida que o deixou queixoso, mas isso não o importunou tal foi a sua exibição. Muito seguro não permitiu veleidades a Van Wolfswinkel e depois a Carrillo.

É de declarar que o Sport Lisboa e Benfica tem um novo site oficial.
Sim, é mesmo novo, não foi remodelado.
Ah,  não há SportMultimédia em lado nenhum.

Águia resiste com dez e voa para a liderança

Foi um «derby» louco na Luz, com o Benfica a levar de vencida o encontro com golo marcado aos 41 minutos pelo espanhol Javi García, após canto de Aimar.

Com um ambiente infernal no Estádio da Luz, com 63146 espectadores, o jogo acabou por ficar sem os dois «mágicos» de serviço. Matías Fernandez saiu lesionado aos 26 minutos, depois de muito ajudar na defesa. Já Pablo Aimar teve de sair aos 65 minutos, após a expulsão de Cardozo por palavras.

O jogo começou com um amarelo para Elias, com o árbitro João Capela a mostrar que ia ter critério fechado durante a partida.

Entretanto Aimar começou a espalhar magia em campo, construindo quase todas as jogadas de perigo do Benfica. Aliás aconteceu por sua causa o primeiro momento do jogo.

Após canto de Aimar, Gaitán aos 10 minutos de jogo conseguiu o momento que quase fazia explodir a luz. Num remate forte, a bola foi embater no poste direito da baliza de Patrício e, caprichosamente, passou por trás do guardião sem ser desviada para dentro da baliza.

Depois disso houve também um remate perigoso do Sporting a sair ao lado da baliza de Artur. O guardião do Benfica foi até uma das figuras do jogo, especialmente no embate com Elias: Artur defendeu dois remates perigosos do brasileiro e cobriu a baliza numa bola que passou muito perto num livre.

Até que aos 41 minutos, numa altura em que o Sporting dominava o jogo, o Benfica adianta-se no marcador por Javi Garcia, que salta nas costas de Onyewu e ganha a bola de cabeça, sem hipóteses para Patrício.

A segunda parte começou com um futebol pior jogado e atabalhoado. Até que Cardozo inventa uma jogada, tira dois defesas da frente para defesa de Patrício, que foi segurando o resultado lá atrás com qualidade.

Só que dez minutos depois, Cardozo voltou a ser protagonista, mas pelas piores razões. Uma falta e protestos deram-lhe dois cartões amarelos, colocando o Benfica a jogar com dez. A partir daí o Benfica foi obrigado a defender o resultado.

Saiu Aimar e entrou Rodrigo e Domingos respondeu com André Santos para o lugar de Carriço. O Sporting carregou com tudo, mas as hipóteses foram infrutíferas, com remates falhados, bolas cortadas e Artur a defender. O jogo chegou ao fim com grande pressão do Sporting, que colocou Bojinov em campo por troca por Ínsua. Bruno César também saiu para o lugar de Rúben Amorim e Nolito entrou por troca com Gaitan.

O último minuto foi um sem número de cruzamentos para a área do Sporting, mas foi o Benfica a levar a melhor.

sábado, 26 de novembro de 2011

Apostas lá de Londres


Tomara que sim, David! :D

Nico desperta o interesse do Chelsea

O talento exibido por Gaitán ao serviço do Benfica não tem passado despercebido e o extremo começa a ser associado ao interesse de grandes emblemas europeus. Depois dos elogios de Alex Ferguson às qualidades do argentino em vésperas do embate entre o Benfica e o United, a Imprensa inglesa avançou ontem que o Chelsea também está atento à evolução de Gaitán. Segundo a mesma fonte, o clube londrino estará a preparar uma oferta de 45 milhões de euros, precisamente o valor da cláusula estabelecida no contrato do internacional argentino.

Onze do Benfica:


Jardel?! Porque não Miguel Vítor?

Devolvidos apenas os bilhetes da Direcção

Em comunicado, o Sporting esclarece ter devolvido ao Benfica os 12 bilhetes destinados aos elementos da Direcção que abdicaram de assistir ao derby na tribuna presidencial do Estádio da Luz.

«O Sporting Clube de Portugal vendeu todos os bilhetes disponíveis para o derby deste sábado. A procura foi em massa e por isso em quatro horas os mesmos esgotaram, como já é público», lê-se em nota emitida no site do clube.

«O clube leonino tem a certeza que, no actual momento que se vive, teriam sido vendidos todos os ingressos que fossem colocados à disposição dos sócios e adeptos», acrescenta a nota, que termina com o seguinte esclarecimento:

«Uma vez que os elementos da direcção do Sporting vão ver o jogo desta 11.ª jornada junto dos seus adeptos, foram devolvidos os 12 lugares da tribuna oferecidos aos órgãos sociais».

Quando Luisão não jogou o Benfica empatou

Luisão é a trave mestra da equipa do Benfica. Quando ele se encontra em campo, o conjunto da Luz denota mais confiança a atacar, pois sabe que está praticamente imune ao contragolpe. Jorge Jesus quase nunca prescinde do contributo do internacional canarinho e só não o coloca em campo quando é legalmente impossível, como deverá acontecer este sábado. A SIC Notícias adiantou que o central não recuperou e vai ficar de fora do dérbi.

Nesta temporada Luisão só não tomou parte num encontro, na visita ao terreno do Gil Vicente, referente à jornada inaugural da Liga. A razão é simples: o camisola 4 estava castigado devido à acumulação de amarelos... na época anterior.

E o certo é que a equipa dos encarnados acabou por sofrer dois golos em Barcelos, não indo além de um empate perante um dos novos primodivisionários. O eixo da defesa ficou entregue a Garay e Jardel.

Ainda há mil bilhetes

Tudo indica que o Estádio da Luz estará cheio para o derby desta noite, mas a verdade é que nas bilheteiras ainda resistem mil bilhetes para os que deixaram para mais tarde a aquisição dos ingressos.

Para aquele que é o mais intenso derby dos últimos tempos, as emoções dos adeptos estão ao rubro e estão criadas as condições para um grande espectáculo dentro e fora do campo. Pela manhã, dizia-se que estavam apenas 500 bilhetes à venda, mas o Sporting terá devolvido alguns ingressos.

David Luiz: "Vou ter sempre saudades"

O defesa-central brasileiro, de 24 anos, foi para o Chelsea mas não esquece o Benfica nem os antigos companheiros de equipa. Em conversa com A BOLA, elogia Luisão, Bruno César ou Elias e aproveita para desejar boa sorte para o 'derby' desta noite. Acredita que foi bem substituído pelo argentino Ezequiel Garay

- Transferiu-se há quase um ano do Benfica para o Chelsea. Passou já tempo suficiente para ter saudades?

- Sim, vou ter sempre saudades. Tenho muito carinho pelo clube, os torcedores e a cidade.

- Mantém contacto com muitos ex-companheiros?

- Mantenho com todos, porque amo todos os que amam aquele clube.

- Como foi o ambiente no último estágio da selecção entre os jogadores de Benfica (Luisão e Bruno César), Sporting (Elias) e FC Porto (Hulk e Alex Sandro)? Houve brincadeiras entre eles, pela rivalidade?

- Somos todos amigos fora de campo. Quando representamos a selecção brasileira, toda e qualquer rivalidade fica de lado, o nosso objectivo é o mesmo, fazer o melhor.

- Houve conversas sobre o derby, sobretudo entre Luisão, Bruno César e Elias?

- O foco foi a selecção brasileira, mas é possível que eles tenham conversado a esse respeito. O clima na selecção é muito bom e somos todos amigos fora de campo.

- Que opinião tem sobre estes três compatriotas?

- São excelentes jogadores que vão construir um bela história nas equipas deles.

- Tem acompanhado o campeonato português? Como vê as campanhas dos três clubes grandes e qual o favorito a vencer o campeonato?

- Acompanho, sim. Sempre torcerei pelas vitórias do Benfica.

- Quem é favorito para o derby?

- O Benfica, sem dúvida.

- Que recordações tem dos derbies com o Sporting?

- As melhores recordações possíveis, principalmente na temporada 2010, em que fomos campeões.

- Gostava de enviar uma mensagem para os ex-companheiros e para os adeptos do Benfica?

- Claro, desejo boa sorte, para sempre.

Pauleta: "Benfica e Sporting confiantes na finalização"

O ex-jogador Pauleta escusou-se a fazer prognósticos para o Benfica-Sporting deste sábado, às 20 e 15, limitando-se a revelar que deseja "muitos golos", ao mesmo tempo que elogiou a "qualidade ofensiva" de ambos.

"ɐ um grande jogo entre duas boas equipas que estão a atravessar um bom momento. Já há muito tempo que não se via Benfica e Sporting a atravessar um grande momento no campeonato e nas suas competições europeias", comentou Pauleta à agência Lusa em Montreal, Canadá, cidade que está a visitar até domingo a convite de um jornal comunitário português, o Lusopresse.

Apesar de se encontrar no Canadá, Pauleta não vai perder o dérbi da 11.ª jornada da Liga Zon Sagres, pois programou um retiro de algumas horas num restaurante português para ver tranquilamente a transmissão televisiva em direto.

"As duas [equipas] têm jogadores bastante confiantes, principalmente na zona da finalização, que têm feito muitos golos e portanto vamos ver um grande jogo", considerou o açoriano.

O ex-internacional português sublinhou: "Para mim, sinceramente, é-me indiferente. Que ganhe o melhor. Eu, como adepto do futebol e que gosto tanto dos golos, espero que haja muitos golos, porque, de facto, são duas equipas que têm qualidade ofensiva para isso".

Aposta em Jardel ganha força

Jardel deve avançar para o onze do Benfica, hoje, contra o Sporting, no lugar de Luisão, que se lesionou, terça-feira, em Manchester. A lesão do capitão, tudo indica, vai afastá-lo dos relvados 15 dias, apesar de Jorge Jesus ainda alimentar uma ténue esperança na recuperação, anunciando a «possibilidade de Luisão fazer um teste».

Jorge Jesus preparou-se, nos dois últimos dias, para a ausência de Luisão, cuja lesão no adutor direito, confirmada por exames complementares de diagnóstico, o impede de jogar esta noite. O treinador dos encarnados afirmou, ontem, em conferência de Imprensa, que tem três alternativas para o lugar do experiente central: Jardel, Miguel Vítor e Javi García. Mas a utilização do espanhol no meio-campo, ao lado de Witsel, reduz as opções.

O desempenho de Miguel Vítor na Champions foi reconhecidamente elevado, embora talvez insuficiente para convencer o treinador a entregar-lhe a titularidade. Não está excluída essa hipótese, é verdade, mas o central português, de 22 anos, tem sido preferencialmente utilizado por Jesus como lateral. De resto, foi Jardel, 25 anos, que substituiu Luisão, em Barcelos, com o Gil Vicente, e Garay, na Madeira, com o Nacional. E Jardel ganhou balanço, nos dois últimos treinos, para conquistar o lugar.

Luisão falha dérbi

A SIC Notícias avançou esta manhã que Luisão vai mesmo falhar o dérbi, uma vez que ainda não está recuperado da lesão contraída no jogo com o Manchester United para a Liga dos Campeões.

Jorge Jesus tinha assegurado na sexta-feira que a possibilidade de Luisão ser ou não opção para o embate com o Sporting só se ficaria a saber no sábado, o próprio dia de jogo, depois de mais um teste a que o central brasileiro seria submetido.

Casa cheia na Luz

Perspectiva de enchente esta noite na Luz, no derby de todas as emoções. Ontem à noite ainda restavam alguns bilhetes de acesso ao recinto para o jogo de hoje, pouco mais de mil, mas as expectativas é que possam ser vendidos durante o dia de hoje. Até agora a venda de ingressos esteve apenas disponível aos sócios do clube, porém, hoje, mediante o movimento registado, o público em geral poderá ter ainda acesso aos bilhetes.

Esta será a segunda enchente da época, depois dos 63 mil presentes nas bancadas na recepção ao Man. United, e poderá ser também o derby em que Jorge Jesus verá mais gente no recinto: nos três anteriores registo de 59.317, 51.899 e 49.652, este último para a Taça da Liga.

Derby universal - 22 jogadores de 10 países

É preciso recuarmos mais de 75 anos, até 26 de Abril de 1936, para encontrarmos algo que, até esse dia, foi impossível ver num derby entre Benfica e Sporting: um jogador estrangeiro. Nesse jogo da 13.ª jornada do Campeonato Nacional, o treinador do Sporting, o húngaro Josep Szabo, colocou em campo um onze com dez portugueses e um estrangeiro. E quem foi, então, o primeiro estrangeiro a jogar num Benfica-Sporting? O defesa-central Vianinha, brasileiro de 27 anos, que passara, na época seguinte, para o FC Porto.

Daí para cá, o Sporting foi apresentando, aqui e ali, alguns estrangeiros de bom nível, como o húngaro Janos Hrotko, o congolês Mokuna ou o uruguaio Caraballo. O primeiro estrangeiro a jogar pelo Benfica num jogo, em casa, com o Sporting, foi o brasileiro Jorge Gomes, a 4 de Novembro de 1979. Seguiram-se jogadores de outras nacionalidades como o jugoslavo Filipovic, o sueco Stromberg ou o dinamarquês Manniche. Eram os tempos em que cada equipa tinha, no máximo, um ou dois estrangeiros.

«Não há jogo como este»

Toni (disse adeus num 5-0 em que jogou “à Beckham”), Manuel Fernandes (que no primeiro dérbi foi substituído por Jorge Jesus), Hélder (para quem os confrontos com o FC Porto são mais conflituosos) e Pedro Barbosa (que iniciou na Luz a semana mais amarga da vida desportiva) desfiam um rosário de memórias que desaguam na mesma conclusão.

RECORD – Têm presente aqueles que foram os vossos primeiros Benfica-Sporting?

MANUEL FERNANDES – Tenho memória não só do primeiro como dos 12 em que participei. A estreia foi em 1975/76, num jogo que terminou 0-0 e no qual saí ainda na primeira parte, lesionado num ombro. Foi um lance disputado com o Malta da Silva e que acabou num choque com o José Henrique. Fui substituído pelo Jorge Jesus? É curioso, disso não me recordava. Mas lembro-me de tudo o resto, nomeadamente de uma grande penalidade desperdiçada pelo Da Costa, que era o nosso defesa-esquerdo.

TONI – Eu também me estreei no dérbi com 0-0, mas em 1968/69. Nem sempre uma partida sem golos é má mas tenho a noção de que esse não foi grande coisa. A referência mais interessante que tenho em relação a ele foi ter sido disputado em vésperas do desempate com o Ajax, em Paris, para a Taça dos Campeões.

MF – Ganharam lá 3-1, perderam em Lisboa pelo mesmo resultado e, em Paris, o Ajax venceu 3-0...

T – Sim, no prolongamento. Estavas muito atento ao Benfica...

MF – Não era pelo Benfica, era por causa do Cruijff, o meu ídolo. Via todos os jogos que podia do Ajax na televisão. Não te esqueças de que eu tinha a mania de que ia ser o Cruijff. Coisas de miúdo...

R – Toni, recorda-se ao lado de quem jogou?

T – Não.

R – Ao lado de Jaime Graça e Coluna.

T – Perdão, do senhor Mário Coluna. Mesmo em final de carreira, tinha um estatuto intocável. E era assim que eu o tratava.

MF – Mas ele não saiu em 1968/69, porque em 1969/70, na minha estreia na I Divisão, pela CUF, ocorrida frente ao Benfica, ele era o capitão.

T – Sim, ele só foi para Lyon em 1970/71. Mas olha, a propósito de CUF, recordo-me de ter perdido, em 1969/70, por 1-0, no Estádio Nacional, com um golo do Madeira. Jogámos no Jamor em virtude do castigo de oito jogos pela invasão do campo, na Luz, frente ao Belenenses.

Luís Filipe Vieira: "O que se passa ao lado não ajuda a crescer"

“Nos últimos dias, têm-me perguntado qual é o resultado do dérbi. A minha resposta única: ‘só temos de ganhar!’” José Coelho, presidente da Casa do Benfica em Portalegre, lançou o mote para o jantar que ontem assinalou a inauguração da nova imagem daquela coletividade, na qual marcou presença Luís Filipe Vieira.

Num discurso virado para dentro, mas sem perder de vista o duelo de hoje, o líder benfiquista, que garantiu nunca ter sido “populista ou demagogo”, não alimentou polémicas. Ao invés, apelou ao apoio dos adeptos e insistiu que os encarnados devem focar-se nos problemas do clube.

“Estamos num tempo em que temos de manter o rumo e a direção traçadas. Estamos num tempo em que temos de ignorar o que se passa ao lado, porque o que se passa ao lado não nos ajuda a crescer e tem muito pouco a ver com aquilo por que trabalhamos todos os dias”, sublinhou Vieira, de 62 anos.

"Jogos com o FC Porto são mais quezilentos"

RECORD – Vocês, que são mais novos, guardam também memórias dos dérbis em que participaram?

HÉLDER – É impossível ser tão preciso nas recordações como o Toni e o Manuel Fernandes. O primeiro dérbi que joguei foi na época de estreia, em 1992/93, na qual fui o jogador do plantel com mais jogos. Foi um dérbi especial, porque o Rui Águas foi entretanto suspenso e não tínhamos ponta-de-lança. Foi o Futre quem decidiu.

R – E a sua estreia, Pedro?

PEDRO BARBOSA – O meu primeiro Benfica-Sporting foi visto de fora. Não joguei e, tal como sucedeu ao Toni e ao Manuel Fernandes, acabou 0-0. O primeiro em que participei foi em 1996/97 e foi um jogo estranho, do qual não guardo grandes recordações. Porque perdemos (1-0, golo do João Pinto), porque havia muito pouca gente nas bancadas e porque fui expulso.

H – Expulso e bem expulso (risos).

Paulo Futre: "Este dérbi é para Aimar e Capel"

Mantém a energia e a alegria que tinha no campo. Aos 45 anos, vive novo ciclo de sucesso mas continua fiel às origens. Conversou com Record no Hotel Al Foz, em Alcochete, enquanto a sua tribo, entre familiares e amigos, o aguardava com paciência de chinês até esgotarmos o tema dos dérbis que hoje se jogam em Lisboa e Madrid.

RECORD – Lembra-se do primeiro dérbi que jogou?

PAULO FUTRE – Tenho quase a certeza que foi em Alverca, num dos primeiros torneios que fiz no Sporting. Não foi um dérbi oficial. Tinha 11 anos. Depois, fiz outros mais a sério na relva, em juvenis e juniores.

R – Algum ficou na memória?

PF – Um, salvo erro no meu primeiro ano nos juniores, embora só tivesse 15 anos. Foi na Luz, ganhámos 1-0 e marquei o golo.

R – Recorda-se de companheiros e adversários?

PF – Claro. No Benfica, o Samuel e o Bio, que me marcava homem a homem. Era terrível. Na minha equipa, o Sérgio, o Eugénio, mais tarde o Litos, enfim, muitos que, aliás, fizeram carreira na 1.ª Divisão, embora poucos chegassem ao top. O Fernando Mendes jogou nos três grandes. O Litos poderia ter ido mais longe.

Dois corações que batem longe de casa

É costume dizer-se que, por mais voltas que se deem na vida, o clube do coração é a única coisa resistente a tudo. Não há desilusão que consiga afastar o sentimento e todos ficam felizes quando as respetivas equipas deixam o relvado com mais 3 pontos na carteira. Consciente desta verdade, Record procurou saber como é que dois futebolistas a atuar no estrangeiro e com experiência num dos clubes lisboetas estão a preparar-se para o grande dérbi. Mesmo com as agendas profissionais preenchidas, Miguel Veloso (Génova) [na foto] e Roderick (Servette) não vão abdicar de se sentar frente à televisão e passar hora e meia a roer as unhas.

“Estou com um bom pressentimento. A equipa do Benfica está a jogar muito bem e a qualificação para a próxima fase da Champions, ainda por cima conseguida em casa do Manchester United, dará um ótima injeção de motivação à equipa. Aliado ao fator casa, julgo que posso antecipar uma vitória do Benfica”, diz Roderick, que ainda está ligado aos encarnados, pois o vínculo com o Servette é por empréstimo.

Guardiões eternos

A dúvida há-de sempre subsistir e nem pode estar confinada, apenas, à apreciação dos adeptos do Benfica ou do Sporting. Quem foi o melhor: Vítor Damas ou Manuel Bento? Com estilos diferentes marcaram gerações e, por incrível que pareça, os dois guarda-redes só se defrontaram por quatro vezes para o Nacional da 1.ª Divisão.

Para os mais esquecidos, convém apenas lembrar que quando Vítor Damas saiu de Alvalade, em 1976, com destino ao Santander, em Espanha, Manuel Bento estava a começar a afirmar-se no Benfica e lutava para destronar José Henrique. Nos anos 70 só se defrontaram uma única vez com vitória dos encarnados em Alvalade. O reencontro dar-se-ia volvida quase uma década. Ambos fizeram parte das campanhas no Europeu'84 e no Mundial'86, que seria trágica para Bento ao fraturar a perna esquerda num treino, apressando o final de uma brilhante carreira. Mas só depois dos 40 anos é que entenderam que os voos acrobáticos eram para gente mais nova...

Luís Filipe Vieira: "Repetir apoio verificado em Manchester"

Luís Filipe Vieira pretende que o Benfica continue na senda de sucessos registados até ao momento nesta temporada. Em Portalegre, onde inaugurou mais uma casa do clube e foi recebido pela presidente da câmara, Adelaide Teixeira, o líder das águias pediu ainda para que a equipa esteja concentrada somente no seu desempenho.

"Temos de manter o rumo e a direção traçados. Estamos num tempo em que temos de ignorar o que se passa ao lado, pois não nos ajuda a crescer e tem muito pouco a ver com aquilo para o qual trabalhamos todos os dias", disse Vieira, de 62 anos, após o jantar que teve lugar no pavilhão NERPOR, situado no parque de feiras e exposições da cidade.

O presidente dos encarnados optou por não fazer comentários acerca da polémica "caixa de segurança", optando apenas por apelar ao apoio dos adeptos no dérbi de sábado, contra o Sporting, na Luz. "Que aqueles que forem ao estádio repitam a impressionante manifestação de apoio verificada em Manchester. Que durante os 90 minutos a nossa equipa sinta que joga com mais de 60 mil pessoas a apoiá-la", desejou.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Jorge Jesus: “Vai ser um jogo com muita qualidade”

O Benfica recebe este sábado, dia 26 de Novembro, o Sporting para a 11.ª jornada do campeonato nacional. Em conferência de imprensa, o treinador Jorge Jesus anteviu um bom desafio e deixou em aberto a possibilidade de Luisão recuperar para o jogo.

“Os derbies são jogos sempre apaixonantes e onde os adeptos têm uma paixão muito forte por este jogo. O jogo de amanhã vai ser igual”, começou por afirmar na antevisão ao dérbi.

A equipa da Luz vem de uma boa exibição para a Liga dos Campeões e isso faz com que o grupo esteja confiante para a recepção ao Sporting: “A equipa esteve em bom plano no jogo da Champions e queremos jogar ao nível que jogámos frente ao Manchester United. Estamos confiantes e sabemos que somos capazes de vencer.”

Ao contrário da época passada, o Benfica vai entrar em campo com mais pontos relativamente ao seu rival. Apesar dessa situação, o treinador avisou que o adversário está diferente em relação ao ano passado. “Vai ser sempre um jogo intenso e com muita qualidade. O Sporting tem este ano mais jogadores evoluídos do que no passado e, portanto, penso que vai ser um jogo muito bem disputado”, anteviu.

Segundo Jorge Jesus, o adversário vai apostar essencialmente nas saídas rápidas para o ataque. “O Sporting vai fomentar o contra-golpe, mas estamos preparados para essas situações”, assegurou.

Uma das dúvidas para o jogo de sábado à noite é a utilização de Luisão, mas Jorge Jesus não se mostrou preocupado com essa situação, pois confia plenamente nos jogadores que tem à sua disposição. “Amanhã temos um treino e o Luisão ainda vai fazer um teste. No caso de o Luisão não poder jogar, temos o Jardel, o Miguel Vítor ou mesmo o Javi García”, afirmou o técnico, que anunciou a disponibilidade total de Saviola para o desafio.

Lembrar que o Benfica – Sporting realiza-se este sábado, dia 26, no Estádio da Luz. A partida tem início marcado para as 20h15.

Jorge Jesus convoca 20 atletas para o dérbi

O treinador da equipa de futebol do Benfica, Jorge Jesus, convocou esta sexta-feira 20 jogadores para o encontro frente ao Sporting, referente à 11.ª jornada da Liga.

Lembrar que o Benfica – Sporting tem lugar este sábado, dia 26 de Novembro, no Estádio da Luz. A partida tem início marcado para as 20h15.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Artur Moraes e Eduardo;
Defesas: Maxi Pereira, Jardel, Miguel Vítor, Luisão, Garay e Emerson;
Médios: Ruben Amorim, Javi García, Matic, Witsel, Nolito, Bruno César, Pablo Aimar e Gaitán;
Avançados: Cardozo, Rodrigo, Saviola e Rodrigo Mora.

Restam 1.700 bilhetes para o dérbi

Na véspera do dérbi com o Sporting, da 11.ª jornada da Liga Zon Sagres, o Benfica ainda tem cerca de 1.700 bilhetes para sócios à venda, mas é expectável que o clube tenha lotação esgotada no sábado.

Segundo fonte do clube encarnado, é seguro que "estará uma casa esgotada" para o jogo com os leões, uma vez que os bilhetes disponíveis perto do meio-dia devem ser vendidos entre esta sexta-feira e sábado, perspetivando-se assim a melhor assistência da época.

Nas cinco jornadas disputadas na Luz, o Benfica não tem tido grandes assistências, sendo o melhor registo referente à segunda jornada, com 38.917 espetadores e uma taxa de ocupação na ordem dos 60 por cento, na receção ao Vitória de Guimarães.

O dia em que a Luz teve mais adeptos num jogo oficial esta época foi na primeira jornada da Liga dos Campeões, na visita do Manchester United, com cerca de 63.800 adeptos nas bancadas.

O jogo de sábado com o Sporting, agendado para as 20 e 15 sob a arbitragem do lisboeta João Capela, deverá esgotar o estádio, o maior do país e com capacidade para pouco mais de 65 mil adeptos.

O Sporting teve acesso a cerca de 3.500 bilhetes, sendo os restantes bilhetes destinados ao clube anfitrião.

Miguel Vítor ainda na linha da frente

A utilização de Miguel Vítor no confronto com o Sporting continua a ser o cenário mais provável, caso Luisão não recupere a tempo de ser opção para o treinador.

No confronto com o Man. United, Jorge Jesus apostou no português, de 22 anos, para substituir o camisola 4, sendo uma opção para a partida de amanhã.

No entanto, também Jardel – em Old Trafford não se sentou sequer no banco – é uma alternativa válida para jogar ao lado de Garay, como aconteceu, por exemplo, na jornada inaugural da Liga, altura em que Luisão estava a cumprir castigo disciplinar, que transitou da última jornada da temporada passada.

Experiência zero no dérbi

O onze provável do Benfica para amanhã é composto por cinco jogadores – Artur, Garay, Emerson, Witsel e Bruno César – sem qualquer experiência no dérbi de Lisboa. Isto não significa, contudo, que à equipa da Luz vá faltar o indispensável calo, pois esses cinco elementos apresentam um elevado andamento ao mais alto nível, tanto em Portugal (o recente clássico do Dragão é disso um perfeito exemplo) como ao serviço dos clubes anteriores.

Um dérbi é um jogo diferente de todos os outros. Há quem sinta um arrepio quando entra no terreno. Há quem sinta que aquela é a hora da verdade, entregando-se ao jogo como se não existisse um amanhã. Jorge Jesus sabe isso perfeitamente e não vai efetuar qualquer revolução, devendo apostar no onze de gala. Esse conjunto contempla apenas a utilização de um ponta-de-lança (Aimar faz de segundo avançado), muito provavelmente Cardozo que já faturou sete golos ao Sporting, seis deles com Rui Patrício na baliza (o outro tento foi apontado ao veterano Tiago).

Em rede com os grandes europeu

A decisão do Benfica em criar uma “caixa de segurança” reservada aos adeptos visitantes, no Estádio da Luz, não é uma medida inédita na Europa, sendo até bastante vulgar na América do Sul, nomeadamente na Argentina. Alguns grandes clubes europeus já adotaram este exemplo de rede para garantir a segurança de todos. Entre os países de primeira linha futebolística na Europa, apenas em Inglaterra este exemplo não é seguido.

O Bayern Munique foi um dos últimos a seguir este exemplo, aquando da construção do novo estádio, o Allianz Arena, em abril de 2005. Os responsáveis bávaros optaram por colocar esta rede para os próprios adeptos e a própria claque. A rede colocada no recinto germânico é em muito idêntica à do Estádio da Luz, apontada como uma rede de “última geração” cujo fabricante garantiu aos responsáveis encarnados que em nada prejudica a visibilidade dos adeptos que ali ficam colocados.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Saviola está recuperado e é opção para o 'derby'

Mais uma opção para o derby: Saviola está recuperado de uma entorse no joelho esquerdo e pode entrar nas opções de Jorge Jesus para a recepção aos leões, sábado, às 20.15 horas, para a 11.ª jornada da Liga.

O avançado não foi convocado para a deslocação a Old Trafford, frente ao Manchester United, e para o jogo com a Naval, na Figueira da Foz, para a IV eliminatória da Taça de Portugal, por motivos clínicos, mas ultrapassou o problema e está em condições de ser novamente chamado.

Saviola foi utilizado, ontem, por Jorge Jesus, num jogo de treino realizado frente aos juniores, no Caixa Futebol Campus, no Seixal, e foi um dos marcadores de serviço.
Apesar de não estar neste momento na primeira linha das opções de Jorge Jesus (principalmente depois de Rodrigo ter entrado na equipa e marcado golos em série), el conejo deve regressar à convocatória.

Witsel diz que tudo é possível

Axel Witsel foi a voz da confiança do Benfica, em declarações ao site da UEFA, depois do empate com o Man. United ter carimbado a qualificação para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões.

O médio belga, de 22 anos, considerou que o mais importante «foi não ter perdido», apesar de indicar a vitória como objectivo. «Queremos acabar no primeiro lugar no grupo e, depois, veremos o que acontecerá na fase a eliminar. Tudo é possível», disparou o jovem internacional belga.

Já Aimar defendeu que o Benfica fez um «jogo quase perfeito» e conseguiu um «resultado positivo». O médio argentino, de 32 anos, acrescenta que depois de alcançado o primeiro objectivo, a qualificação, a equipa «espera acabar no primeiro lugar do grupo».

Miguel Vítor habituado a ganhar ao leão

Não será a primeira vez que Miguel Vítor substituirá Luisão num derby: assim aconteceu a 27 de Setembro de 2008. O capitão foi suspenso pela Comissão Disciplinar, com dois jogos de castigo, por um sumaríssimo na sequência de um lance com o portista Sapunaru, num Benfica – Porto, a 30 de Agosto.

Os encarnados, treinados por Quique Flores, venceram por 2-0 na Luz.

Luisão também falhou o derby em Alvalade (0-0), a 28 de Novembro de 2009, devido a uma apendicite. Sidnei (hoje no Besiktas) foi o eleito, mas lesionou-se durante o jogo e foi substituído por Miguel Vítor, aos 77 minutos.

O português também foi titular na final da Taça da Liga, em 2009, frente aos leões (1-1, com vitória nos penalties). Fez dupla com Luisão.

Meo Go! nas camisolas dos três grandes

As camisolas de Benfica, FC Porto e Sporting terão um novo patrocínio nas jornadas 11 e 12 da Liga ZON Sagres, contando com o logótipo da "Meo Go!", conforme é possível verificar nas imagens acima.

Esta iniciativa é levada a cabo em duas jornadas que prometem emoções fortes, com um dérbi Benfica-Sporting e um clássico entre FC Porto e Sp. Braga a serem os grandes aliciantes.

Além da mudança de publicidade, a PT irá realizar o "Match Day Sponsor" nos jogos Benfica-Sporting, FC Porto-Sp. Braga e Sporting-Nacional, este último referente à 12.ª jornada.

Rodrigo prepara para titularidade no derby

Em vésperas do dérbi Benfica-Sporting, o pai e representante de Rodrigo acredita que se o filho marcasse um golo aos leões seria um "momento único".

"É a primeira vez que participará num dérbi pelo Benfica. Seria importante fazer um bom jogo, o Benfica ganhar e com um golo dele, melhor ainda", afirmou à Rádio Renascença sublinhando que Rodrigo tem "a maturidade emocional suficiente para suportar este tipo de pressão".

E prosseguiu, dando o exemplo da partida com o Manchester United, da Liga dos Campeões, na terça-feira: "Foi um jogo muito intenso, tático e ainda que o Rodrigo não tenha participado muito na parte ofensiva, fez um trabalho defensivo incrível. É este tipo de jogos que fazem um bom jogador".

Rodrigo quer ficar até 2015

Apesar do interesse e da cobiça de alguns clubes europeus, Rodrigo deve ficar no Benfica até, pelo menos, junho de 2015.

"O Benfica está satisfeito com o rendimento do Rodrigo e ele está muito satisfeito em estar no clube. Existe a ideia de completar os três anos de contrato e por isso estamos tranquilos", afirmou Adalberto Machado, representante do avançado, à Rádio Renascença, sublinhando que deixa para "o momento adequado", as conversas sobre uma possível renovação do contrato.

Esperança por Luisãao

E quando parecia que tudo estava perdido para Jorge Jesus, eis que surge uma luz ao fundo do túnel. Afinal, Luisão não está completamente afastado do dérbi do próximo sábado e a recuperação continua a ser um cenário possível.

O capitão das águias, de 30 anos, lesionou-se no adutor direito, logo no início da segunda parte do jogo com o Manchester United e, após ser assistido pela equipa médica, pediu imediatamente a substituição. Chegou a temer-se o pior entre as hostes encarnadas e no final do encontro o técnico revelou, sem hesitações, que o internacional canarinho era baixa para o dérbi lisboeta.

Cardozo é o terror de Rui Patrício

Cardozo tem uma fortíssima atração pela baliza de Rui Patrício. O ponta-de-lança do Benfica é aquele que, considerando todos os jogadores que evoluem em Portugal, mais golos leva marcados ao camisola 1 do Sporting. O paraguaio contabiliza seis disparos certeiros, um pecúlio idêntico ao de Falcão, que se transferiu para o Atlético Madrid no último defeso. O Estádio da Luz pode, assim, testemunhar a descolagem do futebolista guarani, que se encontra em jejum desde 22 de outubro, dia em que o Benfica derrotou o Beira-Mar, por 1-0, em Aveiro, na sequência de um gigantesco brinde de Rui Rego.

O dérbi de sábado será o 13.º na carreira do Tacuara, que chegou ao Benfica em 2007/08 e não tardou em demonstrar um apuradíssimo faro pelo golo. O primeiro tento a Rui Patrício foi apontado de cabeça (após um pontapé de canto) a 2 de março de 2008, a contar para a Liga, mas não chegou para que o Benfica saísse de Alvalade com os 3 pontos no bolso. Precisamente 3 anos depois, ou seja, a 2 de março de 2011, faturou o seu 6.º golo ao dono da baliza da Seleção Nacional, igualmente de cabeça (e também na sequência de um pontapé de canto). O resultado é que foi diferente, pois o Benfica derrotou o Sporting, na Luz, por 2-1, qualificando-se para a final da Taça da Liga, competição que viria mais uma vez a conquistar.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Mensagem do Presidente: Obrigada a todos!

Algumas horas depois do nosso apuramento para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, senti necessidade de expressar publicamente o meu agradecimento aos milhares de adeptos e sócios do Sport Lisboa e Benfica que ontem, em muitos momentos do jogo, nos fizeram duvidar se estávamos a jogar em Manchester ou na Luz.

Quero agradecer-lhes o esforço, o exemplo e, acima de tudo, a forma como durante todo o jogo apoiaram a equipa. São momentos como este, e não falo sequer do resultado desportivo, que me fazem sentir um tremendo orgulho por liderar este Clube.

É um orgulho ser presidente de um Clube com uma massa associativa que consegue fazer o que ontem fizemos em Manchester. Obrigado a todos os que estiveram no estádio, obrigado pela forma como sempre “empurraram” a equipa, obrigado por deixarem bem claro em Manchester a imagem do Clube que somos!

Luís Filipe Vieira

João Capela é juiz do dérbi

O árbitro João Capela foi nomeado para dirigir a partida entre o Benfica-Sporting, relativa à 11.ª jornada do campeonato nacional.

O juiz vai ser coadjuvado pelos auxiliares Ricardo Santos e Tiago Rocha.

De recordar que o jogo Benfica-Sporting terá lugar no Estádio da Luz no próximo sábado, dia 26 de Novembro, pelas 20h15.

Chicarito: "Benfica é uma equipa muito forte"

Chicharito foi uma das últimas armas que Alex Ferguson lançou em campo para tentar desfazer o empate (2-2) diante do Benfica, mas acabou por não conseguir fazer a diferença no encontro de Old Trafford, da 5.ª jornada do Grupo C da Liga dos Campeões.

"Perdemos 2 pontos em casa contra o Benfica, mas o futebol é mesmo assim. O Benfica é uma equipa muito forte, imbatível esta temporada, e jogaram muito bem contra nós", comentou o mexicano, em declarações à MUTV.

A necessitar de um empate (ou vitória) diante do Basileia para seguir em frente, Chicharito mostra-se otimista. "Vamos a Basileia para vencer o jogo. Ainda estamos na luta, temos 9 pontos e vamos à Suíça para ganhar mais 3. Somos o Manchester United e nunca desistimos, vamos trabalhar sempre no máximo", concluiu.

Participação na Champions já rendeu à SAD 15,1 milhões

Como consequência do apuramento da equipa de Jorge Jesus para a fase seguinte da Liga dos Campeões, a SAD garantiu um encaixe financeiro de 15,1 milhões de euros. Só em prémios de participação e pelos resultados na fase de grupos.

O encontro de Old Trafford foi um verdadeiro “jackpot” para as águias: 3,4 milhões de euros garantidos. O empate rendeu 400 mil e o apuramento 3 milhões. Dois em um.

A esta verba há que acrescentar as garantidas antes. O apuramento para o playoff valeu 2,1 milhões de euros, ao passo que a presença entre as 32 equipas que disputam a fase de grupos foi premiada com 7,2 milhões de euros. Já as duas vitórias e os dois empates nas quatro rondas anteriores totalizaram 2,4 milhões.